Para começar, eu vou te dar uma. Uma única razão, que deveria ser o suficiente para você arrumar um tempinho, e ir correndo ver “13 Reasons Why” (Os 13 porquês), que é a nova série do Netflix, baseada no livro do escritor Jay Asher, que estreou na última sexta feira, dia 31 de março.

13-Reasons-Why (1)

Não, eu não vou estragar a história para você, e te dar mil detalhes, pode ficar tranquilo! Tem muitas matérias  já rodando por aí, se você quiser só um resumão de tudo de bom que é a série!

A razão é, que todos estamos rodeados todos os dias por histórias, momentos e decisões. Decisões essas, que levam a caminhos, e mais escolhas logo adiante. Estamos todos, principalmente, rodeados de pessoas. Gente como a gente. E todos os dias, todos, cada um a sua maneira, estamos procurando entender um pouco melhor essa experiência que é a vida, para que de alguma forma, a gente possa fazer melhor. E ser melhor.

Parece pesado né? Eu sei. E se a gente parar para pensar pode ser que a gente prefira não ver, não refletir. Não fazer melhor amanhã. Afinal, a vida é difícil mesmo!

13-reasons-why

A série tem a temática adolescente que já vimos tantos tentarem abordar, que pode parecer bobinha para alguns, com seus dramas, e importâncias.  Mas não se engane, eu vou dizer para você, tem muito mais que 13 razões para você ver essa produção que fala de assuntos tão difíceis, de uma forma tão tocante.

O drama nos leva ao universo de pessoas, verdades e histórias que possuem suas próprias versões e possibilidades, fazendo com que a gente repense posturas, procure compreender atitudes, e principalmente, que a gente se veja humano.

Sim, é uma série muito humana, baseada nos diálogos, nas trocas, nos medos, e nos erros. Sem super produções ou excessos. Vem mostrando para nós o poder das relações, da bondade, ou da falta dela, dos gestos, ou da falta deles, e principalmente, o poder do tempo. A importância de não subestimarmos nosso tempo, e nossas chances, de sermos a melhor versão de nós mesmos.

Capa_de_Os_13_Porquês

É, eu “tô” impressionada sim com essa história, que a mim chegou tão real e tocante, e acho que você também vai ficar. E no meio de assuntos tão pesados, eu encerro a primeira temporada com esperança, de que possamos fazer escolhas melhores. Todos nós. Porque a gente tem a chance né?

Então, de quantas razões você precisa? Para falar sim do que importa, fazer sim o que importa. Entender sim, o que realmente importa.

E fico feliz, de poder dizer para vocês, que 13 episódios, cheios de dramas e atuações fantásticas. Que 13 episódios de uma série, podem ajudar. Para que a gente consiga refletir, para que conversas sejam iniciadas, para que novos olhares se façam, e para que a gente seja mais consciente da nossa importância na vida do outro, e mais consciente da importância das nossas próprias escolhas. Da nossa própria vida.

O roteiro é incrível, a direção também. A trilha sonora é linda, o elenco é verdadeiro e a história é cruel e lindamente real. Eu estou cheia de razões para querer que todo mundo veja , esperar que todos sejam tão positivamente impactados, e desejar que o mundo seja melhor!

E você? De quantas razões você precisa?

Até mais pessoal! Boa sorte em não ver todos os episódios de uma só vez!

A gente se vê na segunda temporada!